How to use nut milk leftover pulp / Como usar a polpa que sobra do leite de frutos secos

Yesterday I posted a video on how to make nut milk at home. In case you wondered what to do with the leftovers, I have a couple of ideas on how you can use it so you won’t waste a thing! One of the recipes I love also comes from My New Roots. Sarah used the leftovers to make Hummus! Here is the link to the recipe. It is a wonderful entree if you have guests, or a nice and healthy way to indulge yourself along with some crackers. 

You can also use the nut pulp for deserts (maybe my favorite!) The other day I made hazelnut milk and was still wondering what to do with the pulp, when I saw this amazing recipe from Vegie Head for a no bake ‘Nutela’ Slice. So I slightly changed the recipe, as follows:

– 1 cup hazelnut pulp
– 1/2 cup raw cacao powder
– 1/2 cup melted coconut oil
– 2 Tbsp coconut sugar

I mixed all the ingredients (you do not need to blend because the hazelnuts are already crushed) and than placed the mixture on a small tray lined with baking paper and put it in the freezer for 10-15 minutes. Instead of the ganache, I sprinkled the slices with shredded coconut and coconut sugar. It turned out delicious. You can check it out here. These are just some ideas that I have tried, but there are many other possibilities! Just use your imagination! 

Ontem coloquei aqui um vídeo sobre como fazer leite de frutos secos em casa. Para o caso de se terem perguntado o que fazer com a polpa que sobra, apresento aqui algumas ideias de como a podem usar, para que não desperdicem nada! Uma das receitas que adoro vem também do site My New Roots. A Sarah usou as sobras do leite para fazer humus! Aqui está o link para a receita. É uma óptima entrada para quando têm convidados em casa, ou apenas como petisco para vocês mesmos, acompanhado com umas bolachinhas. 

Podem também utilizar a polpa para fazer sobremesas (talvez a minha parte preferida!) No outro dia fiz leite de avelã e estava ainda a pensar o que haveria de fazer com a polpa que sobrou, quando vi uma receita fantástica no site Vegie Head, para fazer umas fatias de ‘Nutela’. Mudei ligeiramente a receita:

– 1 cup polpa de avelã
– 1/2 cup cacau cru em pó
– 1/2 cup óleo de coco
– 2 Tbsp de açúcar de coco

Misturei todos os ingredientes (não precisam utilizar uma liquidificadora porque a avelã já está partida em bocadinhos) e coloquei a mistura num tabuleiro forrado com papel vegetal no congelador durante 10-15 minutos. Em vez da cobertura que a receita indica, polvilhei apenas com coco ralado e açúcar de coco. Ficou delicioso! Podem ver os pormenores aqui. Estas são apenas algumas ideias que eu já experimentei para utilizar a polpa, mas há muitas mais possibilidades. Basta usarem a vossa imaginação!

How to make nut milk / Como fazer leite de frutos secos

Nut milk is a an excellent alternative to cow’s milk or even to soy milk. It does not contain cholesterol or lactose and it is packed with nutrients. It is possible to make milk from any nut or seed you like: almonds, hazelnuts, Brazil nuts, walnuts, hemp seeds, etc. Although nowadays you can find a huge variety of nut milks in the supermarkets, they always contain sweeteners and preservatives, even if organic. Therefore, to make sure that you get the most out of your nut milk, it is better to make your own at home. It is so easy! You just have to buy your favorite nuts, soak them overnight or for a couple of hours, blend them with water and strain using a nut milk bag, cheese cloth or even an old stocking! Can it get easier than this? Anyway, Sarah Britton from My New Roots made this wonderful video to explain in detail how to do it. Just watch it and try your own version! 

O leite feito a partir de frutos secos é uma excelente alternativa ao leite de vaca e mesmo ao leite de soja. Não contém colesterol ou lactose e contém imensos nutrientes. É possível fazer leite a partir de vários frutos secos e sementes: amêndoas, nozes, castanha do Brasil, sementes de cânhamo, etc. Apesar destes leites já se encontrarem disponíveis em alguns supermercados, estes contêm sempre algum tipo de adoçante ou de conservante, mesmo que seja orgânico. Por isso, é sempre melhor fazer o leite em casa, já que é tão fácil! Apenas precisam de comprar os vossos frutos ou sementes preferidos, deixá-los de molho em água durante a noite ou por algumas horas, misturar com água numa liquidificadora, e coar utilizando um saco de pano com uma malha fina ou mesmo umas meias de vidro antigas. É portanto facílimo! Por via das dúvidas a Sarah Britton do site My New Roots fez um vídeo onde explica todos os detalhes. Vejam e experimentem o vosso sabor preferido!

Perfect breakfast / Pequeno-almoço perfeito

Eu adoro papas de aveia, tanto que costuma ser o meu pequeno-almoço quase todos os dias. No entanto, com o tempo acaba por ser monótono, apesar de eu adicionar sempre canela, cacau em pó ou coco ralado para ter um sabor diferente em casa manhã. Por isso decidi criar uma alternativa às papas de aveia tradicionais, que seja gluten-free e altamente nutritiva.

Aqui está a lista dos ingredientes que misturei:

– flocos de millet (o millet é um cereal rico em vitaminas B, cálcio e ferro)
– flocos de trigo sarraceno (o trigo sarraceno é bastante rico em proteínas e antioxidantes, e minerais como o zinco, cobre e manganésio)
– flocos de amaranto (o amaranto é também bastante rico em proteína, e tal como a aveia, tem sido associado a benefícios para a saúde de pessoas que sofrem de hipertensão e doenças cardiovasculares)
– flocos de aveia
– sementes de linhaça moídas (as sementes de linhaça são uma das fontes mais importantes de ácidos gordos como ómega 3 de origem vegetal)
– sementes de girassol
– coco ralado
– canela em pó para polvilhar

Levar ao lume uma medida de aveia, (ou da mistura que quiserem de ingredientes) e duas medidas de leite ou água. Ir mexendo até as papas terem uma consistência cremosa. 

Fica delicioso! Podem preparar com o vosso leite preferido. Eu costumo usar leite de arroz ou de aveia. Podem também experimentar polvilhar com cacau em pó e, para adoçar, um bocadinho de xarope de tâmara ou umas gotinhas de stevia com sabor de baunilha! Quando sei que não vou ter tempo de preparar as papas de manhã, costumo fazer aquilo que chamo ‘papas overnight’. Misturo os cereais com o leite e coloco no firgorífico durante a noite. Na manhã seguinte está pronto e é apenas necessário aquecer rapidamente ou comer mesmo frio!



Amaranth

I love oatmeal, to the point where I have it for breakfast almost everyday. However, after a while it can get a little bit boring, even though I always include cinammon, cocoa powder and/or coconut flakes to have a different flavor each morning. So I decided to come up with an alternative to the traditional oatmeal, that is gluten-free and highly nutritious!


Here are the ingredients I mixed together:


– millet flakes (millet is rich in B vitamins, calcium and iron)

– buckwheat flakes (buckwheat is rich in protein and antioxidants, along with several minerals such as zinc, copper and manganese)
– amaranth flakes (amaranth is a grain quite rich in protein and along with oats has been shown to be of benefit for those suffering from hypertension and cardiovascular disease)
– oat flakes
– flaxmeal (Flax seeds are one of the most important vegetables sources of omega 3 fatty acids)
– sunflower seeds
– unsweetened shredded coconut
– cinammon to sprinkle on top


It came out delicious! Prepare it with your milk of choice. I usually use rice or oat milk. You can also try to use cocoa powder, and as a sweetener try to add a little bit of date syrup or vanilla flavored stevia! When I know that I won’t have the time to prepare it in the morning I prepare what I call an ‘overnight’ oatmeal. I mix the cereal with the milk and put it in the fridge. In the morning it is ready, and I just have to quickly heat it or even have it cold!

Believe in yourself / Acreditem em vocês


The other day I woke up thinking that we should always smile because the Universe will always smile back at us. I even posted about this on Facebook. It’s something that I deeply believe in, and despite the adversities of life, I have always tried to keep a smile on my face. It may not always be fantastic, but it’s always here. And that is how I live my life, with my aspirations, my dreams, always believing that one day they will come true. And suddenly, there it is, the Universe smiles back at me! And when it happens, I always think that maybe I’m mistaken, that I do not deserve it! But then I see that it is true, it is a smile that shows me that there are always new opportunities, new doors opening, and that our effort, and especially our faith and perseverance, are sooner or later rewarded. It actually shows me that I should, above all, believe in myself!

I began this adventure of writing a blog as a way to share my journey to wellness and happiness. I do not have great aspirations. I just wish to spread the word so that it can transform the lives of others. And so it was with great joy and happiness that I saw an article of mine about yoga practic(5 Tips to Overcome Yoga Injuries (While Learning to Love Yourself in the Process)), being published in MindBodyGreen, one of the most popular blogs in the wellness blogosphere and my favorite! You can read it here.
The Universe smiled back at me and I am so grateful for it! So so grateful! 
Always smile throughout your life and believe in yourself! Even when everything seems difficult and impossible! It’s worth it!

No outro dia acordei a pensar que devemos sempre sorrir porque o Universo há-de sempre sorrir de volta para nós. E até coloquei um post sobre isso na página do Facebook. É algo em que acredito profundamente, e apesar das adversidades da vida, tento sempre manter o meu sorriso. É verdade que nem sempre é um sorriso fantástico, mas está sempre cá. E assim vivo a minha vida, com as minhas aspirações, os meus sonhos, sempre a acreditar que um dia serão concretizados. E de repente, lá está, o Universo sorri para mim! E quando acontece, acho sempre que estou enganada, que não mereço! Mas depois vejo que é verdade, um sorriso que me mostra que há sempre novas oportunidades, novas portas a serem abertas, que o nosso esforço, e principalmente a nossa fé e perseverança, são mais cedo ou mais tarde recompensados. Na verdade mostra-me que devo acreditar em mim acima de tudo!

Comecei esta aventura de escrever um blog como forma de partilhar o meu caminho para o bem-estar e felicidade. Não tenho grandes aspirações. Apenas a de que a minha palavra se espalhe e possa transformar a vida de outras pessoas. E foi por isso com enorme alegria  e felicidade que vi um artigo meu sobre a prática de yoga (5 Tips to Overcome Yoga Injuries (While Learning to Love Yourself in the Process)), ser publicado no MindBodyGreen, um dos blogues mais populares na blogosfera do bem-estar e o meu preferido! Podem lê-lo aqui

O Universo sorriu e eu agradeci! Muito! 
Sorriam sempre ao longo da vossa vida e acreditem em vocês! Mesmo que tudo vos pareça difícil e impossível! Vale sempre a pena!

O que fazer quando nos sentimos tristes / What to do when we feel sad

Há dias cinzentos. Em que apesar de o sol brilhar lá fora, as coisas não estão bem, ou não parecem estar bem, e sentimo-nos tristes e em baixo. Já alguma vez vos aconteceu? Eu tenho alguns destes dias, e embora já sejam raros, ainda acontecem. 
Dias em que penso no passado e em que gostaria que as coisas fossem diferentes; que a minha família ainda estivesse junta, que a minha avó ainda estivesse comigo… E choro, deixo as lágrimas correr até me sentir melhor, até sentir que a dor já é suportável. 

Depois volto a mim e foco a minha atenção na respiração, trago a minha mente para o momento presente e penso em tudo de bom que tenho à minha volta. Em tudo aquilo por que estou grata: um sol lindo a brilhar lá fora, uma casa com um tecto que me acolhe, um marido maravilhoso, um gato que me faz companhia, família e amigos que me apoiam, comida, possibilidade de fazer o que gosto, um corpo que me permite andar, ver, ouvir, falar e sentir. Tenho tantas coisas na minha vida que a tornam especial. Sim, é verdade que poderia ser melhor. Mas no presente tenho o que preciso para ser feliz e em vez de pensar em como as coisas poderiam ter sido no passado ou em como poderão ser no futuro, escolho focar a minha atenção e viver no presente. Tudo está bem. 
Sei que por vezes é difícil perceber isto e conseguir vir ao de cima do turbilhão de emoções. Por isso partilho aqui com vocês algumas das coisas que me têm ajudado. 

1) Meditação
Bastam apenas alguns minutos por dia. Sentem-se num local sossegado, sem serem interrompidos, e foquem a vossa atenção na respiração. Sintam o ar a entrar e a sair pelas narinas, e sempre que um pensamento aparecer, deixem-no ir embora, sem julgamento, sem pressão, apenas voltem a focar a vossa atenção na respiração. Esta é uma das formas mais simples de meditação, mas que com o tempo torna a mente mais calma, mais tranquila, fazendo com que seja mais fácil lidar com momentos de tristeza, mas também com momentos de stress.

2) Afirmações positivas
Pensar de uma forma positiva traz enormes benefícios. Gera boa energia e bem-estar, e faz com que nos sintamos melhores num dia menos bom. Uma forma fácil de o fazer é através da repetição de afirmações positivas. Escrevam estas afirmações num local de fácil acesso e que vejam frequentemente. Embora o ideal seja lerem uma por dia, podem sempre fazê-lo apenas quando precisam de sentir-se melhor. Por exemplo: ‘Eu sou forte e sou capaz de ultrapassar quaisquer obstáculos que a vida me ponha à frente’; ‘Eu escolho ser feliz e aproveito cada momento para me tornar numa pessoa melhor’.
Experimentem escrever as vossas próprias afirmações e usá-las com frequência.

3) Lista de Graças
Fazer uma lista das coisas que temos na nossa vida e pelas quais estamos gratos ajuda muito a perceber o quão afortunados somos. Muitas vezes levamos a nossa vida numa constante correria e nunca paramos para agradecer o que temos. Quando nos sentimos em baixo, se pararmos por uns segundos e pensarmos nesta lista, de certeza que nos sentiremos melhor. 

A vida nem sempre nos sorri, mas são os momentos menos bons que nos fazem evoluir como pessoas. Que nos fazem apreciar melhor o que temos. Com o tempo, e treinando a nossa mente, torna-se mais fácil lidar com estes momentos, que até acabam por ser mais raros. Nunca se esqueçam que é muito importante que não guardem a tristeza dentro de vocês. Se for preciso chorem, gritem, batam numa almofada, mas deixem os sentimentos sair!

Some days seem quite dark. And despite the beautiful sun outside, you may feel that things are not well, or do not seem to be well, and you feel sad and down. Has this ever happened to you? I have some of these days, although they have become rarer.
Sometimes, during these days, I think about the past, and of how things could be different. I think of the times when my family was still together, when my grandmother was still here with me. And then I cry… I let the tears run down my face until I start to feel better, until I start to to feel that the pain is bearable.

Then, I come back to my senses and focus my attention on my breath, bringing my mind to the present moment and thinking on all the good things that I have around me. In everything that I am thankful for: a beautiful sun shining outside, a house where I can live, a wonderful husband, a cat who keeps me company, family and friends who support me, nourishing food, the opportunity to do what I like the most, a body that allows me to walk, see, hear, talk and feel. I have so many things in my life that make it special. Yes, maybe I could have a better life. But in the present moment I have what I need to be happy, and instead of thinking on how things could have been in the past or will be in the future, I choose to focus my attention and live in the present moment. Everything is ALREADY ok.
I know that sometimes it is difficult to realize this and come out of the whirlwind of emotions. So here I am sharing with you some of the things that have helped me along the way.

1) Meditation
You only need a few minutes a day. Sit in a quiet place, where you won’t be interrupted, and focus your attention on the breath. Feel the air coming in and out of your nostrils. When a thought arises, let it go, without judgment, without pressure, just re-focus your attention on the breath. This is one of the most simple forms of meditation, and with time, the mind becomes calmer, quieter, making it easier to deal with moments of sadness, but also with stress.

2) Positive Affirmations
Thinking in a positive way brings huge benefits. It generates good energy and well-being, and makes us feel better when we are down. An easy way to do this is by repeating positive affirmations. Write these statements in an easily accessible place and read them often. Although the ideal is to read them everyday day, you can always do it only when you need to feel better. For example: ‘I am strong and able to overcome any obstacles that life puts in front of me’, ‘I choose to be happy and enjoy every moment I have to become a better person.’ Try to come up with your own affirmations and use them frequently.

3) Gratitude List
Make a list of things you have in our life and for which you are grateful for. It will help you to realize how fortunate you are. Often we take our lives in a constant rush and never stop to thank what we have, everything is taken for granted. When you feel down, if you stop for a second and think about this, making a short list, I’m sure you will feel better.

Life does not always smile at us, but the less good moments are the ones that make us grow and become a stronger person. That make us appreciate what we have. With time and by training our mind, it becomes easier to deal with such moments. 
And never forge! It is very important that you do not keep the sadness inside of you. If you need to cry, scream, beat a pillow, just do it! But let the feelings out!

Sumo verde / Green Juice

Já alguma vez experimentaram um sumo verde? Existem inúmeras razões pelas quais o deveriam fazer. Os vegetais são alimentos extremamente ricos em nutrientes, vitaminas e minerais, e alcalinizam a corrente sanguínea, o que é excelente para a nossa saúde. Embora não sejam dos alimentos mais saborosos, o segredo para um sumo delicioso reside na combinação de sabores e também nalguns ‘aditivos’ como maçãs, limão e gengibre. 
Eu tornei-me uma grande fã de sumos verdes quando estive a viver em Nova Iorque e já sentia a falta deste néctar dos Deuses desde que regressei a Lisboa. Agora com a minha nova máquina de sumos, o céu é o limite para a minha imaginação! 

Hoje experimentei a seguinte receita, que saiu maravilhosa!

-1/2 pepino (se fôr grande)
– mão cheia de couve galega
– mão cheia de alface
– 3 caules de aipo
– 1 maçã
– 1/2 limão
– 1 pedaço de genigibre (2.5 cm)

Experimentem a vosso própria combinação de acordo com o vosso gosto. Funcho, espinafres, coentros, salsa, couve, cenoura e beterraba são algumas das possibilidades! Mesmo que a vossa primeira tentativa não saia super deliciosa, será certamente muito saudável!
Have you ever tried a green juice? There are many reasons why you should. Vegetables are packed with nutrients, vitamins and minerals, and they alkalize the bloodstream, all of which is superb for your health. Although vegetables are not the tastiest of foods, the secret to a delicious juice lies in a proper combination of flavors and some add-ons such as apples, lemon and ginger. 
I became a huge fan of green juices while I was living in New York and I was already missing this nectar of the Gods since I returned to Lisbon. Now with my new juicer, the sky is the limit to my juicing imagination!
Today I tried the following recipe and it came out delicious! 
My new masticating juicer!

– 1/2 cucumber (if large)
– fistful of collard greens
– fistful of lettuce
– 3 big stalks of celery
– 1 apple
– 1/2 lemon
– 1 inch ginger

You can try your own combination according to your taste. Fennel, spinach, parsley, cilantro, kale, carrot and beetroot are all possibilities! Even if your first trial doesn’t come out super delicious, it will certainly be healthy!